Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

Pelos caminhos de Portugal

Esta semana que está prestes a terminar foi aproveitada para dar uma escapadela “cá dentro”.
Descobrir mais um pouco do nosso Património, Natureza, Gastronomia… foi uma experiência única.
Portugal é um País com muitos lugares bonitos, que proporcionam grandes contrastes culturais e arquitectónicos, desde Ílhavo, com o seu Museu Marítimo, a linda praia da Costa Nova e o seu já celebre casario multicolor, passando por Fátima, onde é imprescindível a visita ao Santuário de Fátima (mesmo que a religião não lhe diga muito), Alcobaça e o famoso mosteiro com o mesmo nome, a Batalha onde podemos admirar o seu magnífico mosteiro, o Bussaco com a sua afamada mata e Palácio...

Costa Nova e as cores vivas das casas típicas
Edifício do Grande Hotel do Luso, situado na encosta da Serra do Bussaco é um edifício projectado pelo arquitecto Cassiano Branco, domina a paisagem da vila do Luso, famosa pela excelente qualidade da água que ali nasce.


Basílica de Nª Srª do Rosário de Fátima (Santuário de Fátima)


Igreja da Santíssima Trindade (Santuário de Fátima)


Interior da Igreja da Santíssima Trindade (Santuário de Fátima)


Interior da Igreja da Santíssima Trindade (Santuário de Fátima)


Mosteiro da Batalha, ou Convento de Santa Maria da Vitória (século XIV), foi construído devido a um voto feito por D. João I à Virgem se vencesse a Batalha de Aljubarrota contra os Castelhanos. Eleito pela UNESCO como Património Mundial, é o grande monumento do gótico final português e o primeiro onde se estreou a "arte manuelina".


Pormenor do Mosteiro da Batalha



A Real Abadia de Santa Maria de Alcobaça, também conhecida como Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, é uma das obras-primas da arquitectura e história Portuguesa, classificada pela UNESCO como Património Mundial, considerada mesmo uma das mais importantes abadias Cistercienses Europeias.
Doada pelo primeiro rei Português, D. Afonso Henriques, a Bernardo de Claraval, as obras de construção da Abadia iniciaram-se em 1178, sendo a primeira obra verdadeiramente em estilo Gótico, erguida em solo português. Os seus traços gerais enquadram-se no rigor, austeridade e pureza das formas construtivas do espírito de S. Bernardo, que se devotava à oração, penitência, renúncia aos bens materiais e trabalho manual, em constante comunidade e no mais absoluto silêncio.



Mosteiro de Alcobaça, túmulo de D. Pedro



Mosteiro de Alcobaça, túmulo de D. Inês de Castro

D. Pedro e D. Inês de CastroO príncipe D. Pedro (1320-1367), casado com D. Constança Manuel, perde-se de amores por uma das aias de sua mulher, a castelhana Inês de Castro. Após a morte de D. Constança, o rei assume publicamente o seu amor por D. Inês, passando a viver maritalmente com esta, nascendo desta relação três filhos. A relação foi condenada pelo pai de D. Pedro, o rei D. Afonso IV, condenando à morte, em 1335, D. Inês, por alegada traição ao reino.
Após subir ao trono D. Pedro I levou a cabo a missão de vingança, condenando com violência todos os culpados e envolvidos na morte da sua amada, decretando também D. Inês como rainha de Portugal.
D. Pedro ordenou a construção do seu túmulo e da sua amada, transladando os restos mortais de D. Inês para o Mosteiro de Alcobaça, constituindo hoje uma das maiores esculturas tumulares da Idade Média no País.
O Rei determinou no seu testamento que, aquando a sua morte, os túmulos deveriam ser colocados de modo a que no dia do juízo final, quando os dois apaixonados ressuscitassem, se olhassem olhos nos olhos.
Hoje em dia estes túmulos são visitados por muitos apaixonados, muitos no próprio dia do casamento, dizendo-se que quem jura fidelidade a este amor, vê a eternidade do seu próprio.




O Palácio Real, do Bussaco, situado na Mata do Bussaco, concelho da Mealhada, foi projectado no finais do século XIX, pelo arquitecto italiano, Luigi Manini, mas também teve intervenções dos arquitectos, Nicola Bigaglia, Manuel Joaquim Norte Júnior e José Alexandre Soares.




Pormenor do Palácio do Bussaco

Comentários

  1. Espero que o passeio cá dentro não tenha sido motivado pelo "paleio" do Cavaco...
    ELE só faz isso quando a sua MARIA não quer outra coisa...
    (tipo Capadócia com os nossos impostos...)

    ResponderEliminar
  2. Penso que se aproveita tudo para criticar... Vale a pena visitar o nosso país e valorizá-lo, pois se assim não for, continuamos a ser um povo que pouco orgulho tem da nossa História (incluindo os aspectos positivos e negativos que carrega).Nunca é demais dar valor à nossa riqueza cultural e Natural. Férias em PORTUGAL? Sim, vale a pena...
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Oh Maria,
    só descobriste isso agora?!

    ResponderEliminar
  4. Muito eu conheci lá fora no decorrer da minha vida,mas cá dentro?...não conheço metade.É tempo portanto de conhecer o nosso Portugal que é muito bem bonito e interessante,mais que muitos lugares do mundo que "conheci".Mas o português tem vaidade de dizer aos amigos que foi de férias à "estranja"mas não conhece a cidade vizinha...

    ResponderEliminar
  5. Antóno Castro (Lisboa)30 de agosto de 2010 às 23:25

    Eu sempre fiz férias "cá dentro". Posso dizer que conheço Portugal de lés-a-lés. Em Viana do Castelo, já é o 3º ano consecutivo que cá venho no Verão e hei-de cá voltar mais vezes, adoro Viana.
    Não é preciso o "paleio" do Cavaco para me motivar a ficar cá dentro, pois ao longo dos anos tenho conhecido coisas maravilhosas no meu Portugal.
    Ao autor do blogue dou-lhe os parabéns por mostrar um pouco do muito que o nosso país tem de belo, quer a nível da natureza, cultura, património, etc.

    ResponderEliminar
  6. É mesmo melhor cá dentro, que o dinheiro não dá par mais...
    Vai ficar mais chato, quando dentro se transformar em dentro de casa...
    Aí convidam o Cavaco e o Sócrates, mas que levem vinho, sobremesa e, já agora, uns pastelinhos...

    ResponderEliminar
  7. O que levará as pessoas a fazerem críticas a tudo, sem respeitarem uma opinião????
    Apesar de não ter votado "NELE" tenho o maior respeito pelo que representa e concordo com o apelo feito por ELE.
    Claro que férias lá fora são só para alguns...O pior , muitas vezes, é conseguirem viver bem o resto do ano (a fazer as contas) ...!!!
    Sugeria ao autor do blogue a " censura " de alguns comentários, pois em nada contribuem para o que quer que seja.

    ResponderEliminar
  8. Estes de Viana gostaram e gostam tanto da censura...`
    É mesmo uma cidade com grande concentração de Salazaristas por
    m2!
    Os da censura respeitam opiniões?!

    ResponderEliminar
  9. Nunca tive possibilidades de passar férias cá dentro e muito menos lá fora.
    Mas uma coisa é certa, pelo que vejo em fotografias, televisão e principalmente pelo que ouço dizer pessoas que passam férias em Portugal, há muita coisa bonita para ver no nosso País.

    ResponderEliminar
  10. Tenho tambem a felicitar o autor deste blog.
    Temos um Portugal belissimo e dentro dele uma Princesa (Viana) encantadora. Talvez as melhores maravilhas nos vem do passado. Umas criadas pela natureza, outras pelos homens que amam a sua terra.
    Nem tudo foi assim tão mau no passado, é pena que a Historia de Portugal e dos Homens que a construiram, não tenha sido ensinada na sua autenticidade. Olhando para cada coisa no seu tempo, desejariam muitos que certos homens voltassem para salvar Portugal por nossas proprias competencias e meios.

    ResponderEliminar
  11. Como tem tanta coisa bonita o nosso Portugal.
    Para alguns portugueses ir lá para fora passar férias é que é bom, é chic, desconhecendo ou desvalorizando que cá em Portugal também temos maravilhas que fazem inveja a outros países.

    ResponderEliminar
  12. Como tem coisas maravilhosas o nosso Portugal.
    Parabéns pelo blogue magnífico.

    ResponderEliminar
  13. Ainda há gente que tem a mania que só lá "fora" é que há coisas bonitas.
    Parabéns por nos mostrar este nosso belo Portugal.

    ResponderEliminar
  14. Como é lindo o nosso Portugal.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Viana do Castelo 8.º concelho mais exportador do norte em 2016

VIANA | Dia de Feira