Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

IX “Exposição/Feira de Artesanato da Romaria D’Agonia”

A Romaria de Nossa Senhora D’Agonia, em Viana do Castelo, só tem o seu início no dia 20 de Agosto, mas é já no próximo Sábado dia 07 de Agosto, que abre ao público a IX “Exposição/Feira de Artesanato da Romaria D’Agonia”.
Este ano dividida em duas Exposições/Feiras, sendo uma de “Artesanato Contemporâneo” e outra de “Artesanato Tradicional”.
Decorrerão, como habitualmente, no corredor central do Jardim Público Marginal, com cerca de 70 artesãos.
A Feira estará aberta ao público com o seguinte horário:
Dias 7 a 19 de Agosto – 16H00/24H00
Dias 20 a 22 de Agosto – 11H00/24H00

Comentários

Viu alguma separação ???? Mais uma grande trapalhada da comissão de festas e da camara de Viana. E de umas afilhadas com ideias sem conhecimentos do artesanato.
Em 1º lugar foi dito no acto da inscrição dessa separação e que o custo de essa separação valia 200 euros por separação. Uma semana era para o tradicional e a outra para o resto mas quem queria as duas semanas eram 200 euros. Como não conseguiram diferenciar o tradicional voltaram como no ano passado e pondo o tradicional de 2 em 2 stands.
2º Quantos Artesões são encartados na feira ? Para se considerarem Artesões ?
Em Viana inscritos existem 10 encartados como Artesões e o resto ? Padrinhos e Madrinhos existem muitos encartados. Ou daqueles que vão á Devica busacar o material e são Artesões !!!!!!!
Um ou outro que conheço que o realmente são mas não são de Viana. Ou daquelas que se dizem artesões e andam com cartas de advogados nas outras pobres desgraçadas ameaçando-as com patentes ??? O que fazem é tão bom artesanato que qualquer um o faz. Patentear um coração de Viana aquilo que é de todos !!!! Mas enfim. O nome dos reais Artesões de Viana estão no site de quem dá essas ditas cartas PPART. Fui la e alem dos conhecido que têm andado comigo de feira em feira, gostei das raizes. Enfim desabafos de quem não tenciona voltar enquanto houver estes compadrios, e houver esta fruta podre por Viana.
Anónimo disse…
Há gente encartada que não aparece na feira de artesanato, porque tem peças que não são executadas por elas.
Preferem vender em lojas fora da cidade e uma outra com exclusivo que não vale a pena aqui mencionar o nome.
Aparecem na net dando destaque a sua pessoas duma forma abusiva, aparecem em revistas parecendo que só eles são os melhores do mundo, quando á muita boa gente em Viana com bordados tão bons, so não o fazem porque é preciso gastar dinheiro,e ter amigos,e conhecimentos, ninguém trabalha de graça.
A propaganda é aquela que nós queremos, e paga podemos mandar dizer para sermos os melhores do mundo.
Na verdade toda esta história do artesanato tem muito que se diga, os artistas, os artesãos anónimos, aqueles que fazem arte raramente dão a cara, outros servem-se deles para fazer propaganda, exageram chegando ao ponto de se por numa cadeira a fazer que bordam para fazer crer que são eles que laboram as peças de artesanato (bordados) quando na verdade não é assim.
Quem está dentro do assunto sabe bem que á exageros, agora não andem a fazer os outros de parvinhos, a botar terra nos olhos.
Muita boa gente que anda nas feiras de Artesanato não são artesãos, são empresários ,bem vestidos para a fotografia, fazem revenda e teem umas quantas pessoas por sua conta a trabalhar.
Hora ser artesão ,são as pessoas humildes do campo que não tem meios e tempo para esssa coisas,tem os trabalhos do campo, intermediários tem tempo para ir passear e viajar para feiras,e dái estar encartado, vai uma grande diferença.
Os trabalhos não são feitos a tempo inteiro, são feitos nas horas vagas depois do trabalho da casa estar concluido.
Ninguém consegue sobreviver só a conta do fabrico do artesanato, sendo este o conceito verdadeiro do artesão, agora andar a comercializar é outra coisa.
Temos de por a verdade a nú.
A muita boa gente que na feira de artesanato mistura as coisas,vendem de tudo, o que na verdade se pretende é efectivamente fazer propagando da aquilo que realmente se faz, mas só da sua pessoa.
O que realmente vemos é , a prima, a irmã, a mãe, a amiga a vender, e perguntamos se é ela a artesã!Confirmam que sim mas quem anda nestes sabe que é mentira.
Vemos outros que só comercializam e depois , pegam na agulha a disfarçar, e sabemos que é mentira porque tem estabelecimento em Viana.
Conclusão é uma selva, onde cada um safa-se como pode.
Anónimo disse…
O que vemos na imagem ,são palmitos de Riba de Ancora, louça de Vila Verde, Lenços do Pi-nhei-ro,tabuleiros de au-gus-ta, Caixas de bordar que são de... não me lembro de momento, filigranas de Gondomar,caixas de madeira do pal-ma, toalhas de...... gostaria de estar a beira a confirmar se efectivamente a pessoa sabe fazer crivos ou abertos,para saber se as toalhas foram executadas pela mesma , a pessoa em questão tem carinha de quem faz bordados por desporto, quanto aos lenços de namorar até posso acreditar são feitos ´pela mesma, a ponto de cheio, pouca ciencia tem, apenas é preciso paciencia.
Quanto ao resto é só comercio.
Sou atento e não mero espectador, Quando observo os artesãos confirmo se fazem efectivamente artesanato de corpo e alma, a mim ningém bota " terra nos olhos ".
Artesão atento disse…
Esqueci-me de dois pormenores o coreto de barro é loouça de Barcelos,não tem tradição em Viana, nem se trabalha barro vermelho por estas bandas, as bonecas são da Vestidas pela Maria Peta, de Cardielos ou são da A,P.D.C.M, não dá bem para ver.....
Maria (péta) de cardielos disse…
Já descobri quem faz as bonecas , são da noe-mi-a que manda fazer á maria (péta) de Cardielos.
Vejam lá antes de chegar a um o artigo ainda passa por dois.
E anda esta gente a dizer e a proclamar ,somos artesãos, mas quais artesoes ? Só se for da treta.
artesão atento lembra disse…
No caso das bonecas,muitas vezes passam por três pessoas, primeiro veste a Maria (Péta) de Car-die-los, depois passa pela Nu-é-mi-a, e depois vão para o " artesão " do Stand.
Na verdade que grande circuito percorre os artigos.
Observador atento disse…
Para se saber se a pessoa é um verdadeiro artesão ponham-no a elaborar uma peça executada pelo mesmo durante toda a exposição, essa peça deve ser controlada, vigiada,e no final das festas lhe seja atribuido um prémio de lombor.
Não façam como noutros sitios fazem , o artesão, tem de apresentar uma peça sómente, mas este pode fazer batota e apresentar uma coisa que não foi executada por ele.
Há muita gente astuta e temos de contar com esses espertinhos.
Ponham os artesãos a trabalhar ao vivo, mas por amor de Deus não façam mais lenços de Amor, já estou farto de ver tantos, não há cão nem gato que saiba fazer estes trabalhos.
Já chega, façam outras coisas mais interessantes, nos stand teem a tendencia de copiar as novidades e depois estão a repetir sempre o mesmo.
E preciso estar atento , não repetir sempre a mesma matéria, um inventa, no ano seguinte há 50 a fazer o mesmo.
Há que salvarguardar os inventores, para outros não abusarem, copiarem, e terem a lata de apresenta-los no ano seguinte.
Há que impor regras, a ética é uma palavra a apreender coisa que a maioria dos artesãos não cumprem.
artigos caros disse…
Na internet algumas pessoas apresentam artigos de Viana do Castelo( bordados) que são uma atentica especulação.
Sugiro que venham um fim de semana passear até Viana, comem uns rojões a moda do minho , ou um bacalhau á Gil Eanes.
Garanto que não se vão arrenpender, passam um fim de semana em beleza e adquirem os trabalhos mais baratos.
Vão por mim, não se vão arrepender.
Coração de Viana disse…
Informação ao Sr que destaca obras em casca de ovo.
Quando Vossa Exma diz que houve pessoas que patentearam o coração de Viana, devo dizer que essa forma de agir, é um autentico absurdo, esse simbolo já aparece há muitos anos em peças de joalheria criada pelos ourives de Gondomar.
Quem analisar fotografias do inicio do Seculo XX pode confirmar o que eu digo!
Viana apenas adoptou-a como peça de adorno, agora ser de Viana , tem muito que se lhe diga.
As vezes os historiadores da nossa terra contam histórias que não correspondem á verdade.
Dum ponto fazem um conto!
Agora utilizar como simbologia , pode-o fazer quem quiser, agora tomar posse, essa gente tem muito a aprender.
Ética profissional disse…
Quando se realiza uma feira de Artesanato procure-se primeiro impor regras bem defenidas.
Passo seguinte explicar ás pessoas que vão expor em stands o que se entende por " ética profissional ".
Para se elaborar um trabalho sério correcto,sem abusos, e vergonhas na feira,deve-se incultir nas pessoas a não copiarem o que outros inventam , porque é uma falta de respeito e má educação.
Quem inventa tem mérito, quem copia é um "Chico experto" e no artesanato de Viana é o que mais temos " Chicos expertos ", que tiram fotografias de noite, ou mandam familiares ou pessoas conhecidas comprar peças para copiar.
É necessário dar aulas de ética, e formação a grande parte desta gente.
Muita gente não tem vergonha e neste País o que há mais é desavergonhados .
Quem levou horas a fio a elaborar um artigo ou a inventar tem de ser respeitado, a ética é uma palavra que a maioria dos artesãos desconhecem.
Artesanato em conta ! disse…
Querem regionais baratos, linha branca, sem certificação vão a uma grande superficie do outro lado da Ponte Darque - Santoinho e podem comprar lenços regionais, sacas de guardanapos, sacas de Pão,Pegas Luvas, Toalhas bordadas,Aventais de Garrafa, Aventais de Criança,pegas e todo tipo de regional barato e com qualidade, cestos com atilhos Redondos e Cestos Quadrados c/atilhos ,panos regionais Tabuleiros com pano Tabuleiro Bordado Ref Martta e todo o tipo de aventais Xadrez Senhora com peito e sem peito.

Mensagens populares deste blogue

VIANA | A Praça da República já foi assim...

VIANA | Sugestões para o fim de semana