Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

Campo D'Agonia: Dezenas de lugares de estacionamento gratuitos serão extintos em 2011

Dezenas de lugares de estacionamento do Campo D’Agonia, em Viana do Castelo, vão ser extintos logo que avancem as obras do Plano de Reabilitação da Frente Ribeirinha de Viana do Castelo, a candidatar em breve a fundos comunitários pela Sociedade Polis Litoral Norte. O Plano, que já foi aprovado pelo executivo municipal vianense com dois votos contra e duas abstenções, dos vereadores do PSD e do CDS-PP, prevê um desvio da feira para Norte e a extinção dos lugares de estacionamento actualmente existentes naquele espaço. O alerta foi lançado por Aristides Sousa, do CDS-PP, que diz ser inadmissível que a Câmara adopte medidas de cariz social e depois obrigue todos os vianenses a pagar tarifas de estacionamento.
José Maria Costa, o autarca vianense, justifica a medida com a necessidade de requalificação daquela área, e também com o facto do contrato de concessão dos Parque de Estacionamento Subterrâneo do Campo da Agonia prever que não existiria nas imediações “estacionamento selvagem”. Embora alguns lugares de estacionamento se mantenham, uma boa parte vai ser extinto. E o autarca vianense vai desde já dizendo que não há intenção de criar parques de estacionamento periféricos gratuitos, até porque essa situação não se inclui “na estratégia de mobilidade” da Câmara de Viana. Refira-se que no Plano de Reabilitação da Frente Ribeirinha vão ser investidos quase 4 milhões de euros, incluindo a reabilitação da envolvente ao Castelo de Santiago da Barra, do núcleo piscatório e do porto de pesca. A candidatura deverá ser apresentada até ao final deste mês e a Câmara espera poder avançar com as obras logo após a Romaria D’Agonia 2011.

Fonte: Rádio Geice (23.11.2010)

Comentários

  1. Que acabem também com o parque gratuito da câmara municipal que assim o presidente da câmara sente no pelo o estacionamento em viana! Estratégia de mobilidade! Que mobilidade? Andar a pé? Vou às compras e venho carregado com 20 sacos de compras!? Eu vivo no centro de viana mas o pessoal que mora fora de viana e trabalha no centro, vai ter a vida complicada ainda para mais agora que andam a contar os tostões.

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente que a câmara trabalhe para dificultar a entrada de automóveis na cidade, no entanto, esse trabalho tem de ser acompanhado de um reforço dos transportes públicos e isso nãom está a acontecer.

    O modelo é o mesmo há anos (tirando o autocarro electrico), na minha opinião faltam autocarros nas zonas residenciais: campo de futebol, abelheira, cova, argaçosa, cabedelo etc etc etc..

    E já que falamos de transportes, é bem possível que Viana fique, já em Dezembro, (praticamente) sem comboios para Valença...

    ResponderEliminar
  3. É uma vergonha que se retire todo e qualquer estacionamento gratuito em Viana... Até agora, era dos poucos locais onde se podia estacionar o carro sem andar com cartões e sem nos mexer na carteira.

    Estamos a caminhar cada vez mais para que Viana se feche em si mesma. Nada, mesmo nada tem sido feito para acompanhar e promover o crescimento da cidade. Arriscamo-nos a que qualquer dia apenas viva a população idosa na cidade...

    O cúmulo é que a criação do "anel rodoviário" da treta promoveu ainda mais os engarrafamentos e o caos momentâneo em horas de ponta.

    Renovação, já! Cada vez somos mais uma cidade de vícios.

    ResponderEliminar
  4. Dificultar a entrada de veículos na cidade? Quem constrói um multiusos no coração da zona histórica, com uma lotação de 4000 lugares, deveria de facto prever antes um aeroporto!
    E tudo o resto doentiamente concentrado no centro da cidade - a academia de música, os tribunais, as finanças, os registos - a política não se faz dificultando, faz-se promovendo facilidades!
    Um jogador de xadrez sabe que cada movimento, tem consequências futuras - já um de damas, pode-se contentar em impedir que lhe comam as pedras ...

    ResponderEliminar
  5. A cidade é tão pequena o comodismo é que é grande.
    As pessoas para se deslocarem meia dúzia de metros têm de utilizar o automóvel.
    Conheço funcionários dos Estaleiros que moram no centro da cidade e não prescindem de levar o seu carrinho para o trabalho.
    Tudo bem têm todo o direito, mas que não se lamentem quando não tiverem estacionamento gratuito no Campo da Agonia. Deixem o carrinho em casa e desloquem-se a pé (é mais saudável).

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Viana do Castelo 8.º concelho mais exportador do norte em 2016

VIANA | Dia de Feira

VIANA | Semana do Mar e Aniversário do Centro de Mar arrancam hoje