Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

Aqui viveu Carolino Ramos


Foi nesta casa, situada na Rua Frei Bartolomeu dos Mártires em Viana do Castelo, que viveu o artista plástico Carolino Ramos. Com uma vasta obra, focou particularmente as realidades do Alto Minho, mais especificamente motivos da cidade de Viana e da sua Ribeira.

"Carolino Ramos, de entre os artistas plásticos naturais do município, foi um dos que melhor captou e traduziu, de uma forma profunda e vasta, o viver e sentir da comunidade vianense das décadas de 30 a 60 do século XX.
Nos seus apontamentos a lápis e crayon, nas aguarelas suaves e transparentes, nos desenhos à ponta de tinta, nos óleos de tons doces, nas exactas e sucintas caricaturas e cabeças, na pintura decorativa de obras arquitectónicas (Sá de Miranda, Café Beira-Mar), nos cartazes e decorações das Festas de Nossa Senhora da Agonia - em todos estes trabalhos se espalha com perspicácia, realismo, exactidão e colorido, a realidade de Viana do Castelo com um pormenor e requinte que, antes ou depois dele, outros não terão conseguido.
O facto de sempre ter vivido em Viana, só ter pintado Viana, só ter conduzido os seus lápis, os seus pincéis, as suas cores para as gentes, paisagens e coisas da sua terra, terá constituído para o grande artista vianense, uma limitação? Carolino terá perdido com isso universalismo em favor de uma visão local ou regional dos homens e dos acontecimentos?"

Texto retirado do livro "Viana do Castelo 75 Décadas de História 75 Figuras Notáveis" de Euclides Rios e Edgar Afonso


Desenho de Carolino Ramos, datado de 16.10.1952

Comentários

capitão disse…
Não entendo porque é que aqui se publicita este evento e não se publicita os próximos concertos do Dr. Luís Pipa no Teatro Sá de Miranda.

Mensagens populares deste blogue

PRAIA NORTE | Marginal pedonal vai abrir ao público

VIANA DE ANTIGAMENTE | Chafariz da Praça

"World Explorer" made in Viana do Castelo

Romaria D’Agonia 2017 | Programa provisório

ESCADÓRIO DE SANTA LUZIA | Descer 659 degraus de bicicleta... uma proeza de cortar a respiração