Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

A Câmara de Viana do Castelo vai candidatar à Bolsa de Mérito criada o mês passado pelo Governo a construção de várias obras no concelho

O reforço de 300 milhões de euros de verbas do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) até 2013 destina-se a premiar às oito Comunidades Intermunicipais do Norte do país .No entanto, para que possam concorrer a esta Bolsa, terão que atingir uma execução física e financeira mínima de 75 por cento dos fundos comunitários nos últimos três anos.
A Comunidade Intermunicipal (CIM), do Alto Minho, estrutura que agrupa os 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo é a única no país em condições de o fazer de imediato. Nesse sentido a Câmara de Viana vai avançar com a candidatura da construção dos acessos ao Estádio Manuela Machado, num investimento próximo dos 2 milhões de euros, a reabilitação da rede viária municipal, estimada em cerca de 900 mil euros e o abastecimento de água e saneamento, cujo investimento deverá rondar os 4,3 milhões de euros.
No que diz respeito aos acessos ao estádio Manuela Machado será a primeira fase da intervenção. A reabilitação da rede viária será para avançar em Serreleis, Vila Franca, Mujães, Moreira de Geraz do Lima, Alvarães, Portuzelo, Meadela, e Barroselas.
Em relação ao abastecimento de água e saneamento serão sete as intervenções a realizar em várias freguesias do concelho.
Obras que o autarca José Maria Costa vai agora candidatar, através da CIM à bolsa de mérito.
Para além da reabilitação viária, abastecimento de água e saneamento, a construção dos acessos ao Estádio Manuela Machado era uma intervenção à muito esperada.
A construção do primeiro troço dos acessos ao complexo desportivo Manuela Machado vai ser candidatada à bolsa de mérito criada no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional.
Para a Câmara de Viana só a construção dos acessos irá permitir rentabilizar um espaço destinado à prática de todas as modalidades desportivas.
O investimento global ronda os 2 milhões de euros.
Recorde-se que o impasse em que o estádio mergulhou durante mais de década e meia começou em 1993, quando o socialista Defensor Moura chegou à Câmara Municipal e o complexo desportivo, vocacionado para a prática do atletismo, era então apenas constituído por bancadas.
A própria aquisição dos terrenos, realizada no início da década de 90 pelo anterior executivo liderado pelo social-democrata Branco Morais, acabou por ser anulada pelo tribunal, situação que obrigou a autarquia socialista a renegociar com os proprietários, processo que representou «dezenas largas de milhares de euros de encargos para os cofres da autarquia».
Em 1994 foi conseguido um primeiro financiamento que «serviu apenas para pagar as bancadas, para construir a pista de tartan e o relvado».
Desde essa altura a finalização do estádio, baptizado em 1999 com o nome da ex-maratonista Manuela Machado, natural de Viana do Castelo, tem sofrido vários adiamentos por falta de financiamento.

Fonte: Rádio Alto Minho (16.03.2011)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

VIANA | Os Monumentos Nacionais da Praça

VIANA | O Jardim Público noutros tempos

VIANA | O sonho e arte de nove trabalhadores dos ex-ENVC em exposição