Ecovia une Portinho do Lumiar e o Forte da Praia Norte

dezembro 27, 2015 5 Comentários

Para quem gosta de natureza, andar de bicicleta, correr ou caminhar pela Ecovia Litoral de Viana do Castelo é uma excelente opção.  
Mais um registo fotográfico da evolução dos trabalhos da construção da Ecovia Litoral de Viana do Castelo, no troço compreendido entre o Portinho do Lumiar (Carreço) e o Forte da Praia Norte, numa extensão de 4,4 quilómetros.

(clique na imagem par ampliar e ver melhor)












Saiba mais sobre a Ecovia Litoral de Viana do Castelo, clicando AQUI.

5 comments:

pedro torre disse...

muito
bom

RG disse...

Partilho a minha experiência da única vez que lá fui:
- Cerca de oito pessoas/famílias a passear cães;
- Bandos de ciclistas a ocupar toda a largura da ecovia, sem se desviarem dos corredores e caminhantes;
- Garrafas de água vazias pelo chão;
- Latas de refrigerantes e de bebidas energéticas, idem;
- O percurso em terra batida (cerca de 90% do total) é curvo, pelo que só permite correr ao meio para evitar inclinar os pés e arriscar lesões;
- O percurso em terra batida já exibe as consequências da chuva, pelo que pouco faltará para se transformar num caminho de cabras.
Em resumo, uma boa ideia mal colocada em prática.

Anónimo disse...

Está espectacular, mas faltam caixotes para o lixo.... Urgente!!! Obrigado

Cax disse...

Logo na primeira foto vemos os ciclistas a circular num - «Passeio» - superfície da via pública, em geral sobrelevada, especialmente destinada ao trânsito de peões e que ladeia a faixa de rodagem - como tal definido no art.º 1º, alínea n) do Código da Estrada (CE), pelo que, o ciclista adulto está a transgredir o disposto no art.º 17º, n.º 1 do CE - Os veículos só podem circular nas bermas ou nos passeios desde que o acesso aos prédios o exija, salvo as exceções previstas em regulamento local - e o jovem, estará excecionado pelo n.º 2 do mesmo artigo - Os velocípedes conduzidos por crianças até 10 anos podem circular nos passeios, desde que não ponham em perigo ou perturbem os peões - se tiver menos de 10 anos. A infração, é, nos termos do n.º 4 do mesmo art.º - Quem infringir o disposto no n.º 1 é sancionado com coima de (euro) 60 a (euro) 300 - punida.
Esta ecocoisa é um caro conjunto de equívocos, com sinalização contraditória, sem respeito pela necessária segregação entre peões e ciclistas, mal desenhada, mal concebida e cujos responsáveis seguem impunes pela sua irresponsabilidade e pelo esbanjar de dinheiros públicos.
Entretanto, a rede viária da zona, incluindo acessos às praias para peões, ciclistas e automóveis, continua lastimável, em grande parte com calçada em condições penosas para todos e o saneamento inexistente na maioria das casas com fossas a lixiviar para as praias.
Perde-se assim uma excelente oportunidade de fazer uma verdadeira requalificação da orla costeira gastando-se 17M€ numa obra inútil e que rapidamente estará votada ao abandono.

Anónimo disse...

Vamos chegar a um bonito valor quando alguém se der ao trabalho de estimar os custos de manutenção desta obra no final de cada Inverno ao longo da sua vida útil...