Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

Já há cartaz para a Romaria D’Agonia

Da autoria de Anna Galvão, de 22 anos, natural do Brasil mas de origem madeirense, este é o cartaz oficial que irá anunciar a Romaria da Senhora d’Agonia 2016. 
A "VianaFestas", entidade organizadora da Romaria d'Agonia, em Viana do Castelo, deu hoje a conhecer o projeto vencedor do concurso de cartaz para a Romaria da Senhora d’Agonia 2016. Das 28 propostas recebidas, foi Anna Galvão a vencedora! Como vem sendo hábito nos últimos anos, todos os cartazes concorrentes serão expostos no decurso das Festas, num local a determinar. 
A maior Romaria de Portugal que mantém o programa tradicional, com Cortejo Histórico-Etnográfico, Procissão Solene, Procissão ao Mar, Tapetes Floridos, Festa do Traje, Desfile de Mordomia, Festival de Folclore, Fogos de Artifício, Serenata, Concertinas e Cantares ao Desafio, Bandas de Música, Bombos, Gigantones e Cabeçudos, acontece este ano nos dias 19, 20 e 21 de Agosto. 
Gostou do cartaz vencedor? Deixe o seu comentário! 

Recorde alguns momentos de edições anteriores da Romaria da Agonia, AQUI.

Comentários

  1. Espectacular!!! bello diseño y colores, llenos de emoción!!!

    ResponderEliminar
  2. Não gosto minimamente! Toda a minhota tem orgulho nos seus brincos à rainha e no ouro que passa de geração em geração. E este cartaz não faz jus a essa tradição!
    Continuando a observação do cartaz...a imagem da Sra desenhada não corresponde à Sra da Agonia, nem nas vestes nem na postura e posição das mãos.
    Se o cartaz pretende divulgar aquilo que temos de característico na nossa festa,deviam ter pelo menos o cuidado de desenhar a Sra tal como ela é e uma minhota como as que vemos no cortejo, trajadas com rigor e amor!

    ResponderEliminar
  3. "...a imagem da Sra desenhada não corresponde à Sra da Agonia, nem nas vestes nem na postura e posição das mãos. "
    "deviam ter pelo menos o cuidado de desenhar a Sra tal como ela é"

    A leitora que escreveu o acima se desconhece a história por traz da imagem da N.Sra da Agonia no cartaz que tente actualizar-se! A imagem que a maioria da população conhece de N.Sra.da Agonia é a das ultimas décadas, só que a história da N. Sra da Agonia já tem vários séculos e a imagem representada no cartaz remota ao século XVIII!

    ResponderEliminar
  4. TRADIÇÃO UMA PALAVRA INVENTADA PARA DESCREVER AQUILO QUE NÃO SE SABE CONCRETAMENTE-11 de junho de 2016 às 17:29

    MAS QUAL RIGOR , TODAS AS TRADIÇOES SÃO ALTERADAS AO LONGOS DOS TEMPO.
    MUITO DO QUE SE DIZ PARA AÍ , NÃO CORRESPONDE Á VERDADE .
    AS MONTRAS DE OURO, A COLOCAÇAO DO MESMO . A VARIEDADE EXAGERADA DE TRAJES QUE SE APREGOA , O CHAMADO OURO DE FAMILIA.
    O CARTAZ VALE O QUE VALE ,SE AS PESSOAS GOSTAREM É O QUE INTERESSA O RESTO É TUDO CONVERSA.
    MUITO DO QUE SE DIZ DA TRADIÇÃO , NÃO PASSAM DE INVENÇOES PARA CARTAZ TURISTICO.
    UMA MENTIRA DITA MIL VEZES TORNA-SE NUMA VERDADE.
    CONTA FILMES EM VIANA É O QUE MAIS HÁ.
    QUEM OS ESCUTA ATÉ PARECE QUE CONTAM A VERDADE E SÃO CONHECEDORES DA MATÉRIA.
    POR VEZES ESTÃO A FALAR EM ASSUNTOS ETNOGRÁFICOS , E SÓ DIZEM MENTIRAS .

    ResponderEliminar
  5. Dona Cátia Coelho.
    O BRINCO À RAINHA não é o único orgulho da mulher minhota. É só mais um BRINCO. Por acaso conhece os brincos de rei? Por acaso conhece as ARCADAS que são o brinco apresentado na foto. Lembre-se que a imagem corresponde a um traje de trabalho. O BRINCO à RAINHA normalmente caracteriza outros trajes mais ricos.

    ResponderEliminar
  6. Concordo plenamente com a explicação anterior .
    O Povo não conhece a verdade histórica , muitas vezes acreditam nos etnografos da nossa praça , mas nem tudo o que se dizem é verdade.
    Um exemplo :
    A atual Senhora das Areias do Cais Novo é bem diferente da antiga que se encontra em Braga.
    O povo come tudo o que lhe dão , o que interessa é copos, borga e viras .
    Venham eles, estammos na epoca das festas e romarias , da exibição dos grupos folcloricos.

    ResponderEliminar
  7. É bom saber que num traje de trabalho a mulher não usava ouro nem qualquer adorno .
    Quem trabalha no campo sabe bem que o mesmo é rude e certos adornos não se compadecem com a actividade a realizar.
    Os fatos que actualmente se apresentam nas romarias e cortejos , apenas são " cartaz turístíco".
    No dia a dia,quem trabalhava na terra usava outra vestimenta.
    O trabalho do campo é sujo , e rude, as mulheres não usavam as meias sem pé de renda branca.
    Num dia de calor as roupas brancas ficavam negras com a sujidade e suor do corpo....
    Mas deixemos isso de parte o que interessa é a festa.........

    ResponderEliminar
  8. É bom saber que há artesãos com carta que estão a fazer " batota " nos bordados .
    Os panos nomeadamente toalhas bordados a regional ,apresentam tres cores de linha: a branca , azul, e vermelha.
    Bordar e trocar de linha dá trabalho. O que na verdade acontece é que muitas vezes a linha branca está omissa .
    Quem compra e não está dentro do assunto. Regularmente compra aquilo que não corresponde à verdade ao caracteristico do regional, as tres cores.
    A " batota" está montada.
    O consumidor nao percebe da matéria quando uma cor de linha está omissa. Na verdade isto é feito para acabar depressa o trabalho de bordar.
    Os trespasses e os arremates de linhas no verso dos tecidos bordados muitas vezes não obedecem as regras elementares do bom bordado.

    ResponderEliminar
  9. Tenho uma dúvida: um anónimo escreveu que os brincos usados pela jovem do cartaz são ARCADAS. Arcadas ou ARRECADAS?

    ResponderEliminar
  10. Creio ser Arrecadas (http://olharvianadocastelo.blogspot.pt/2013/07/incm-lanca-moeda-dedicada-as-arrecadas.html)

    ResponderEliminar
  11. Não tenho nada contra ninguém, mas, Será que Viana do Castelo não tem raparigas bonitas? Sim tem, e muitas.
    Que Falta de charme, perante as mulheres minhotas.

    ResponderEliminar
  12. Parece-me bem que alguém tem " dor de cotovelo ". Temos a considerar que isto foi um concurso livre onde participaram diversas pessoas.Se alguém não gostou apenas tenho a dizer que para o ano há mais.
    Sejam " arcadas " , " recadas ", ou argolas , estas questões não são importantes. O que interessa é o agrado geral do Cartaz.
    Vamos dar como terminada a questão. A persistência começa a ser uma teimosia desagradável.
    Lembro que comentário anterior, quando aborda " as mulheres minhotas " estamos a falar de Braga. Guimarães, Povoa de Lanhoso ,Barcelos, Famalicão Vieira do Minho , Lindoso, Gerez, . Uma vasta área que Viana não quer nos seus domínios. Esta terra é a a capital do folclore.

    ResponderEliminar
  13. É lamentável, que pensem que o Minho é só Viana. Que bem fica aquelas saias que se usavam no inicio do século passado pelo joelho. Não é verdade? hora essa!

    Anónimo
    Minho 17 de agosto de 2016

    ResponderEliminar
  14. Quando estamos a falar de Viana estamos a abordar um distrito. Cada região tem os seus usos e costumes. Naturalmente que alguns detalhes se evidenciam mais e chamam atenção.
    Um ditado antigo " cada terra tem o seu uso , cada roca tem o seu fuso ".
    Quanto às vestimentas os trajes tiveram modas. Não se usavam num todo por igual. Antigamente as saias eram compridas. Nos anos 60 pegou nova moda , tornaram-se mais curtas. Atualmente volta-se ao antigo.

    ResponderEliminar
  15. Viana está excessivamente agarrada àquilo a que chama "TRADIÇÃO". Caso não consiga introduzir modernidade nas suas festas, é uma questão de anos para todo o esforço para elevar a festa à "Romaria das Romarias", será perdida.
    Quando falo em "modernizar", falo em evoluir na qualidade da música folclórica, com a introdução de novos instrumentos e "novas" vozes, evoluir na qualidade dos "Zés Pereiras", evoluir nas coreografias das danças.
    Há uma escola de música na cidade com provas dadas que deverá ser chamada a colaborar.
    É Urgente que o faça.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

VIANA | À beira da estrada

“Sentidos de Viana” promete animação de Natal e Ano Novo para vianenses e turistas

Viana festeja o Natal e Ano Novo com vasto programa