VIANA | Hotel geriátrico instala-se em casa do século XVIII

fevereiro 06, 2017 0 Comentários

Uma casa do século XVIII, em pleno centro histórico de Viana do Castelo, abriu portas como hotel geriátrico de 5 estrelas, o primeiro no Alto Minho, num investimento de seis milhões de euros. 
Com capacidade para acolher 45 hóspedes, o equipamento, licenciado como ERPI (Estrutura Residencial para Idosos) tem, "neste momento, uma taxa de ocupação de cerca de 40%, a maior parte de Viana do Castelo". 
"Além do mercado local, onde a taxa de ocupação inicial está dentro das expectativas, pretendemos, rapidamente, alargar a nossa oferta ao mercado nacional e, sobretudo, ao mercado internacional, em especial aos países nórdicos. Através do estabelecimento de parcerias e desenvolvimento do nosso conceito enquanto produto turístico inovador e diferenciado", afirma Andreia Ferreira directora da nova unidade hoteleira. 
A abertura do hotel  - HG Residences - criou "18 postos de trabalho directos e cerca de quatro indirectos", número que "será ajustado à evolução da taxa de ocupação até total de 28 colaboradores, entre pessoal auxiliar e técnicos especializados na área da geriatria. 
O equipamento, que incluiu a reabilitação de um edifício emblemático em pleno centro histórico da cidade, datado do século XVIII, e a construção de um outro de apoio, dispõe de 25 quartos, individuais, de casal e duplos, representando um alojamento total previsto de 45 utentes. Os preços dos quartos oscilam entre os 1.400 e os 2.800 euros, dependendo da localização. 
Vocacionado para idosos "com poder de compra médio/ alto", a unidade hoteleira, conhecida localmente como a Casa dos Malafaias, dispõe de "serviços que um hotel comum presta aos clientes com a vantagem de ter associado serviços de apoio geriátrico". 
A unidade, que "levou dez anos a concretizar, desde a concepção até ao licenciamento" representou um investimento de "seis milhões de euros e não beneficiou de nenhum financiamento comunitário".
O investimento total beneficiou de uma isenção de Imposto Municipal sobre a Transmissão Onerosa de Imóveis (IMT) e de uma redução, em 50%, das taxas municipais por se tratar de uma intervenção de regeneração urbana de um imóvel situado no centro histórico de Viana do Castelo reabilitação concedidos pela Câmara Municipal.

Notícia da Agência LUSA (2017.02.06)

Saiba mais AQUI.

Hotel HG Residences, Viana do Castelo 

Hotel HG Residences, Viana do Castelo 

Hotel HG Residences, Viana do Castelo 

Hotel HG Residences, Viana do Castelo 

Hotel HG Residences, Viana do Castelo 

Hotel HG Residences, Viana do Castelo 

Hotel HG Residences, Viana do Castelo 

0 comments: