Marcas do passado

Na margem sul do rio Lima, perto da Capela de S. Lourenço, em Darque, Viana do Castelo, é possível observar com a maré baixa, o que resta de um conjunto de estacas de madeira espetadas no areal.
Li algures, que em tempos foram descobertas estacarias em ambas as margens do rio Lima. Essas estacarias datadas de 1516, seriam usadas para apertar as duas margens e provocar as movimentações de areias de forma a impedir que se acumulassem no leito do rio.
O que vemos nestas fotografias serão vestígios dessa estrutura?



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Exposição fotográfica retrata gentes de Monserrate em tempo de pandemia

GÉNESIS | Uma homenagem ao planeta Terra

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Revive Natureza | Viana com 2 imóveis do Estado para concessionar ou arrendar a privados

E você, qual escolhia?