Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

Vandalismo em Viana do Castelo

Grafites em muros e paredes, destruição de bancos, grades arrancadas, passadiços danificados, etc., são constantes actos de vandalismo com que muitos Vianenses se deparam ao percorrerem alguns pontos da cidade.
São actos como estes, que contribuem para a deterioração do património público e causam inúmeros prejuízos económicos à autarquia, que com o dinheiro que gasta para recuperar tudo o que é estragado pelos vândalos, poderia aplicar noutros investimentos de que a cidade tanto precisa.
Tenho conhecimento que certos actos de vandalismo foram reparados, mas de nada adiantou, pois os vândalos voltaram pouco tempo depois a deixar as suas marcas de destruição, o que demonstra a falta de civismo destas criaturas.
Uma vigilância mais apertada por parte das forças policiais (principalmente à noite) e punições exemplares para quem comete estes actos, é o mínimo que se pode exigir.







Comentários

Anónimo disse…
Há polícias em Viana? Percorre-se a cidade inteira sem se avistar um. Devem andar todos à civil, para passarem despercebidos.
Passeio com pedras soltas á meses sem fim á vista. disse…
Todos os dias vê-se pessoas junto ao Largo joão Tomas da Costa atropeçarem em pedras soltas no passeio e darem entorses por desnivelamento do piso.
Ontem um idoso caiu ao chão e aleijou-se.
Ninguem toma providencias de arranjar o mesmo , á largos meses que este se encontra num estado deplorável.
Estão á espera que alguém tenha um acidente grave e seja noticia de jornal.
Não percebo porque se mantem esta situação de abandono. A insegurança é uma falta de respeito por quem anda na rua e ninguém toma uma resolução nem dão solução ao problema.
Arranjem o passeio de uma vez.
Será que é preciso chamar a SIC , ou a RTP ou TVI para dar noticia na televisão por ser um passeio que está enfrente a um prédio que querem demolir.

Mensagens populares deste blogue

VIANA | Sugestões para o fim de semana

VIANA | A Praça da República já foi assim...