Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

DE OLHO NA RUA: Ponte móvel pedonal novamente avariada

Com “De Olho na Rua”, pretendo mostrar situações que observo no quotidiano das Ruas de Viana do Castelo, sendo elas boas ou más. As mudanças, os detalhes, as pessoas, situações anormais, divertidas ou insólitas...

Ponte móvel pedonal de Viana do Castelo custou 1,2 milhões de euros e já se encontra novamente avariada.


A funcionar desde 2007, a ponte móvel pedonal de Viana do Castelo, que custou 1,2 milhões de euros e permite a continuidade da ciclovia marginal, entre o antigo complexo turístico da marina, transformado mais tarde em "Cais de Viana" (presentemente “abandonado”) e as docas de recreio da cidade, encontra-se novamente avariada, inviabilizando a passagem de peões e bicicletas. 
Já não é a primeira vez que tal situação acontece, só que agora a ponte já se encontra inoperacional há mais de um mês.

Comentários

capitão disse…
Meu caro amigo:
A posse do que quer que seja exige manutenção, e a manutenção tem um preço.
Os novos ricos deslumbram-se com a posse. Querem fazer figura. Querem ter!
Infelizmente quem tomou e toma conta do país não tem experiência de vida suficiente para entender que o que quer que se acrescente tem de ser integrável no que existe sem grandes roturas.
Em Viana do Castelo os parques de estacionamento periféricos, os restaurantes na marina, o esvaziamento do centro histórico por falta de projecto global são insustentáveis.
Anónimo disse…
Plenamente de acordo com o "capitão".
Tudo tem de ter manutenção e ela tem um preço,mas neste caso concreto,creio que a ponte nunca funcionou a 100% e digo-o porque sempre desde início que a vi com falhas e "avarias?" e assim sendo as garantias têm que se fazer cumprir.
Mas como outras mais coisas em Viana foram feitas para funcionar e não funcionam,das duas uma ou quem as faz não percebe nada da "poda" ou existem por aí muitos gatos escondidos com os rabos de fora...
Anónimo disse…
Com tão pouco tempo de vida, já foram várias as vezes que se encontrou avariada. Deve ter um mecanismo muito sofisticado e sensivel. Tanto dinheiro investido e pelos vistos a qualidade do material não inspira muita confiança.
JARRA disse…

Os exemplos do passado deviam servir ao menos para aprender. E o que mais custa, é que aqueles que erraram no passado - alguém com bom senso construiria uma ponte pedonal que precisa de um operador dedicado para funcionar? - são os mesmos que continuam a errar no presente!
3 milhões de euros para as obras do campo da agonia! Mais qualquer coisa para os centros de vela remo e canoagem! Tudo investimentos que não geram qualquer tipo de retorno e se não tiverem investimentos permanentes de manutenção, estarão brevemente degradadas. Agora que são novidade e dão proveito a alguns, pouco se fala, mas daqui a uns anos todos comentarão! Não seria possível sermos dirigidos por alguém capaz de antecipar o futuro?
PS - aproveito para saudar esta nova componente do blog que vai para além do carácter noticioso (também importante!, dando-lhe outra acutilância!
Anónimo disse…
e pouca gente se lembra que ainda há muitas freguesias deste concelho sem saneamento básico! (que, como o nome indica, é básico!)

Mensagens populares deste blogue

GIL EANNES | Um Navio com história e memórias

VIANA | Praia de Paçô é uma das 10 melhores praias secretas para o “The Guardian”