Notícias, atualidades e curiosidades acerca da cidade de Viana do Castelo, Portugal.

Em Viana do Castelo, os passeios são para os peões?

Deviam ser, mas o que se observa mais nas ruas da cidade é isso que se vê na foto em baixo (Largo da Santa Catarina), carros em cima dos passeios.
Quem passa neste local diariamente, já não se admira desta situação, mas quem passa pela primeira vez, deve perguntar “será que alguma coisa mudou no estacionamento em Viana do Castelo? Afinal para quem são os passeios?”

Não, não está enganado. Onde estão os carros é o passeio
(superfície especialmente destinada ao trânsito de peões)
A estrada (completamente deserta), fica no lado esquerda da foto

Comentários

  1. É vergonhoso. Já assisto a esta triste situação há anos. Será que é assim tão dificil às autoridades acabarem com esta pouca vergonha?

    ResponderEliminar
  2. A PSP não tem meios humanos para control da situação...e depois o povo é quem mais ordena!

    ResponderEliminar
  3. O mal da nossa cidade é a falta de estacionamentos gratuitos. Para irmos a qualquer sítio é preciso pagar parque. Eu moro entre Viana e Coimbra e lá é muito diferente. A grande maioria dos parques de estacionamentos são gratuitos. Pode-se ir aos centros comerciais, à feira, ao estádio da Académica, entre outros, sem pagar nada nos parques de estacionamento.

    ResponderEliminar
  4. Também se poderia questionar porque é que a cidade tem vindo a eliminar todas as hipóteses de estacionamento à superfície! Mas isso seria incómodo, compreendo ...

    ResponderEliminar
  5. Concordo com os dois últimos comentários. Viana está a ficar sem estacionamentos gratuitos. Agora até o parque do campo da Sra d'Agonia nos vão tirar para obrigar a estacionar no parque subterrâneo

    ResponderEliminar
  6. O facto de não haver estacionamento gratuito no centro histórico não justifica faltas de civismo.

    ResponderEliminar
  7. Nem toda a gente tem capacidade de estar a pagar parque de estacionamento cada vez que quer ir ao centro da cidade

    ResponderEliminar
  8. Mas a falta de dinheiro, justifica! Ainda não viu nada, caro amigo!

    ResponderEliminar
  9. A cidade Italiana de Viareggio é a capital do mundo da construção naval dos Iates mais luxuosos que se possam imaginar, com centenas de trabalhadores que ganham mais e têm maior poder de compra que a média dos Portugueses, no entanto 90% dos trabalhadores que trabalham nos vários estaleiros de Viareggio vão para o trabalho de BICICLETA. Cá diriam logo "vai tú".

    ResponderEliminar
  10. Não adianta justificar o injustificável e vir para aqui com o velho discurso do bota abaixo, utilizando todo e qualquer tipo de argumentação tão característico de alguns "vianenses".
    Esta situação de estacionar em cima dos passeios no Largo de Santa Catarina, já é bem anterior às obras do Campo da Agonia.Sempre foi assim e agora sómente piorou. Gostaria de saber se são estes senhores que irão pagar a recuperação daquele espaço hoje completamente destruído. Pelos vistos para alguns, isso não é importante desde que eles tenham o seu carrinho estacionado.
    Quanto a justificar esta situação com a falta de estacionamento actual, é mais uma vez faltar à verdade e vir para aqui com argumentação no mínimo pouco séria. Porquê? Pelo que afirmei anteriormente e porque mesmo agora, basta andar uns 200 a 300 metros e estes carros cabem todos no largo por acaso bem grande, que fica na zona da Estação do Salva Vidas e no estacionamento em frente à mulher de Viana no Bugio. Aqui o mais incrível, é que fica a poucas dezenas de metros da entrada principal dos Estaleiros e tem sempre lugares vagos.
    E já agora, não venham dizer que não é verdade.

    ResponderEliminar
  11. Pois é constato que os Portugueses estão muito mal habituados,quer o estacionamento seja grátis ou a pagar nada justifica o estacionar em cima de passeios passadeiras e onde quer que me apeteça,não devemos esquecer que "quando começa a minha liberdade acaba aí a dos outros"...
    tudo reside no respeito mútuo e aí é o que se vê..

    ResponderEliminar
  12. Há sempre verdades parciais. Como um dia li no livro “O Filomeno”, de Gonzalo Torrente Ballester, um diálogo em que um personagem dizia:
    -“Você tem razão, mas não a tem toda, e a pouca que tem, não lhe serve para nada!”
    ---
    Qualquer solução tem de estar integrada num ambiente em que não destoe.
    Andar de bicicleta, com segurança, implica ter vias de circulação próprias e não andar a arriscar a vida no meio de um trânsito de veículos motorizados.
    Também “caçar” dinheiro do estacionamento automóvel a quem não tem outro meio para deslocar, em tempo útil, para Viana do Castelo, parece-me de uma enorme insensibilidade da Câmara.
    Já aqui assinalei que esses parques deveriam ter sido construídos com um pressuposto incentivo à reabilitação do centro histórico, oferecendo lugares a quem restaurasse habitação para habitação no seu interior.
    O facto é que os parques mais periféricos estão e vão estar nos próximos anos “às moscas”,

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Viana do Castelo 8.º concelho mais exportador do norte em 2016

VIANA | Semana do Mar e Aniversário do Centro de Mar arrancam hoje