Os guindastes já não se mexem como outrora

março 17, 2015 1 Comentários

Nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, agora subconcessionados à West Sea até 2031, quase não há movimento algum, nem de guindastes, nem de homens a trabalhar, nem de barcos a chegar, nem de barcos a partir, é um cenário desolador. 
Os guindastes, que fazem parte da paisagem de Viana do Castelo e são vistos a muitas centenas de metros de distância, estão quase sempre parados. São um sinal muito triste de que as coisas ainda não vão bem para aqueles lados. 
Nesta altura, estão unicamente nas docas de aprestamento um pequeno barco para reparação e o Atlântida (de má memória) sem nenhum movimento á sua volta. 
Recorde-se que o NRP (Navio da República Portuguesa) "Figueira da Foz”, foi o último navio construído pelos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (saiu dos estaleiros em 16.12.2013), dos mais de 220 construídos durante os 69 anos de atividade.

1 comments:

Anónimo disse...

Mais vale parado, do que dar prejuízo.