O Museu do Mar de Viana do Castelo: projeto para a sua construção

maio 09, 2015 11 Comentários


A Vianapesca - Cooperativa de Produtores de Peixe de Viana do Castelo, está a preparar um projecto para a construção de um Museu do Mar em Viana do Castelo, afim de apresentar uma candidatura ao novo quadro comunitário. 
A ser concretizada esta intenção, seria uma grande mais-valia para a região e para o concelho de Viana do Castelo. 

Transcrevo, na integra, a foto e o texto que a VianaPescas publicou na sua página do Facebook sobre o assunto: 

A Vianapesca está a desenvolver um projecto para a construção de um Museu do Mar em Viana do Castelo, onde as novas tecnologias e investigação marinha estarão presentes. 
Estamos a preparar o projecto de engenharia e caderno de encargos para estar em condições de apresentarmos uma candidatura no novo quadro comunitário, como uma medida de interesse colectivo. 
Um estudo de mercado, preliminar, aponta para cerca de 200.000 visitantes no primeiro ano, com valores de entrada de 10,00 euros. Só o navio Gil Eannes recebe cerca de 45.000 visitantes ano, com entradas a 3,50 euros . Empregará cerca de 20 pessoas oriundas da pesca ou da classe piscatória, devidamente habilitadas. 
Será um centro de formação e estudo da fauna e flora atlântica, o oceanário virtual. Quando saímos do interior da ossada de uma embarcação em madeira com 22 metros para ver a restante exposição, colocamos uns óculos em 3D e estaremos no meio de um imenso oceanário virtual , envolvido com os peixes e algas da costa atlântica. Será um ícone nacional em termos de arquitectura, como é a Opera de Sidney ou o Guggenheim em Bilbao, de custos incomparavelmente menores, o que canalizará imensos visitantes, para além de barcos de recreio para as marinas do noroeste peninsular, o que tornará Viana num porto, “obrigatório”, das rotas atlânticas. 
Todas as faculdades ibéricas e não só, com especial relevo as de arquitectura, farão visitas de estudo, bem como todos os estudantes das escolas, primárias, preparatórias e secundarias. Como sabem a tecnologia permitirá que os jovens sintam/toquem nos peixes virtuais, os afugentem ou lhes atirem uma sardinha. Sempre que houver um gesto há uma reacção da fauna, do oceanário. Poderão também aprender a construir uma embarcação em madeira, a processar o pescado bem como receber formação sobre a segurança a bordo das embarcações. 
As empresas de aviação low coast no aeroporto Sá Carneiro, são também um elemento importante, nesta mobilidade que se vem acentuando expressivamente na Região. A grande maioria dos turistas que visitarem Portugal serão tentados a vir ao Museu do Mar e fará parte do roteiro de férias de todos os operadores turísticos. Poderá ser também o elemento impulsionador da criação de condições para que barcos de cruzeiros de média dimensão escalem o porto de Viana do Castelo. 
Será um museu, muito interactivo, com uma área dedicada ao top da investigação marinha, nas diversas áreas. 
As energias renováveis estarão presentes neste projecto, sobretudo no que concerne os fotovoltaicos que poderão alimentar em energia o edifício e o porto de pesca. 
Será um Museu com renovação constante das peças expostas. Todos os anos veremos objectos diferentes. 
A animação económica e consequentes resultados na Região serão um dos factores de maior destaque, realçando também a restauração, com incidência na dos produtos do mar e o aumento do rendimento dos pescadores. 
Este será o melhor investimento, onde o sol e praia não é o que mais vendemos na Região e custa muitas vezes menos que um estádio de futebol, seja ele o de Aveiro, Leiria ou Algarve. Será também uma obra emblemática em termos europeus. 
Estamos a desencadear os contactos com as Fundações, EDP, Oriente, Gulbenkian e Gil Eannes, a CIM do Alto Minto, com especial relevo a Camara Municipal de Viana, o Porto de Viana, Associações Empresariais e a Oceanos XXI, para que apõem esta iniciativa mas o seu apoio é um contributo muito muito importante para que possamos apresentar às forças vivas da região uma grande manifestação de interesse regional e nacional. 
Anualmente resultados líquidos do exercício reverterão a favor de um Centro Comunitário da Pesca, apoiando os pescadores e famílias com médico, enfermeiro, infantário(ocupação de tempos livres) e um Banco Alimentar para pescadores. 
Aguardamos parecer e comentários.

Vianapesca, OP – Cooperativa de Produtores de Peixe de Viana do Castelo, CRL Edif. Vianapesca - Zona Portuária s/n - C.P.: 4900-363 Viana do Castelo Tel. +351 258 822 016 - Fax +351 258 822 015 e-mail: vianapescaop@mail.telepac.pt - Internet - http://www.vianapescaop.pt

11 comments:

Anónimo disse...

o meu comentario pra este projeto acho muinto bom viana precisa de movimento e turismo pra alegrar mais a cidade e as pesoas e trabalhos que tambem fas falta continuen a progresar essa cidade bonita parabens a quem tem essa idea obrigado .vivo em viana e adoro essa cidade .

Anónimo disse...

É caso para dizer dasssss... 10,00 € de entrada... isto não é nenhuma disneylanda...

Alexandre Mascarenhas disse...

Projeto ambicioso!!!
Caso se concretize será mais uma ponte ligando os Vianenses ao mar; será também uma bela homenagem ao valente povo ribeirinho, que faz do Atlântico Norte seu chão de fábrica na labuta diária, aqueles que por lá ficaram, tanto na costa como nos bancos da terra nova....
Espero que tenham sucesso!!!
Quem assina o projeto arquitetônico ??!

Anónimo disse...

Mais um projecto que nunca vai acontecer.
Agora daqui a um mês ganhamos um premio ou estamos num top 10 de uma lista qualquer europeia ou mundial também;D

Anónimo disse...

Vamos ter de engolir uma coisa parecida com a do Calatrava em Valencia mas em foleiro? Estes plagios baratos vao ter de parar.

Fátima Afonso disse...

Força Viana.
A Princesa do Lima já merece um projeto destes há muito tempo
Viana do Castelo precisa de ser valorizada, para que o turismo cresça, todo ano e não só no verão
É mais valia para Viana e um projeto moderno e de rara beleza.
Parabéns
Fátima Afonso

Anónimo disse...

Para além de ser um mamarracho horroroso creio que não tem qualquer cabimento a instalação do museu do mar num novo edifício? Porque não aproveitar o edifício da marina e gastar e dar vida aquela infraestrutura?

Anónimo disse...

Como é possível sequer pensar nisto (e em centros culturais e bibliotecas milionárias, etc.) num concelho em que mais de 70% das habitações não têm saneamento e existem várias freguesias sem água canalizada? Abram os olhos vianenses!!!

Anónimo disse...

Espero bem que este mamarracho, sem graça nenhuma não seja aprovado.
Obras destas não interessam a ninguém.
Aproveitem os espaços designados de " elefantes Brancos ".
Procure-se corrigir o que se fez de errado ao longo dos tempos .
Há muitas espaços a valorizar.

Anónimo disse...

Fazer um mamarracho existindo ao lado do Bingo dois edifícios enormes ao abandono. É só um exemplo...

Anónimo disse...

Lindo projeto