VIANA | As peças de teatro a não perder em outubro


Se o plano é ir ao teatro, comece a organizar a sua agenda, estas são as quatro peças que não pode perder este mês, em Viana do Castelo.

CAVALO MANCO NÃO TROTA!
5 de outubro, às 21h30 
Sala Principal do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo 
Duração: 80 minutos sem intervalo (aprox.)

Classificação etária: M/16

Os bilhetes têm um preço único de 5 euros

O espetáculo Cavalo Manco Não Trota, de Luis Del Val, tem encenação de Bruno Martins e interpretação de Luís Vicente. 
Um homem que está a ser julgado em tribunal. No momento em que o juiz pergunta se o réu se considera culpado ou inocente, Miguel Torres é remetido, num ápice, para um turbilhão de memórias que começam na infância, precisamente aos oito anos, quando pela primeira vez lhe foi feita a mesma pergunta, e terminam no momento e na circunstância em que agora se encontra, volvidos quase 40 anos. 

ELISA E MARCELA!
12 de outubro, às 21h30 
Sala Principal do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo 
Duração: 80 minutos sem intervalo (aprox.)

Classificação etária: M/16

Os bilhetes têm um preço único de 5 euros

O espetáculo Elisa e Marcela, da companhia galega A Panadaría, tem interpretação de Areta Bolado, Noelia Castro e Ailén Kendelman. 
Ano 1901 - Corunha. Duas mulheres casam na Igreja de San Xurxo, uma delas vestida de homem. Uma história de perseguições policiais, fugas em diligência, mudanças de identidade e informações manipuladas. As atrizes de A Panadaría apresentam uma reconstrução irreverente dum caso real. Uma comédia musical onde o verídico parece inventado. Elisa e Marcela é uma história de amor em contratempo. 

BOJADOR! 
12, 19 e 26 de outubro, às 17h00 
Café Concerto do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo 
Duração: 40 minutos sem intervalo 
Classificação etária: M/6
O preço dos bilhetes varia entre 4 e 10 euros

O espetáculo Bojador, a partir de Sophia de Mello Breyner Andresen, com dramaturgia e encenação de Ana Perfeito é interpretado por Mané Carvalho e Pedro Roquette. 
Em 1961, uma Mãe, escritora, e um dos seus cinco filhos, embarcam numa aventura de Descobertas. A partir de uma peça de Teatro que ela começou a escrever, que retrata o ano de 1434 e a passagem do Cabo Bojador (para muitos impossível), surge um conjunto de desafios, num palco improvisado: uma sala com uma janela virada para o Mundo. Descobrir este Mundo requer apenas ir além do medo e, em conjunto, tentar sempre chegar mais longe!…

TER RAZÃO!
24 de outubro, às 21h30 
Sala Principal do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo 
Duração: 60 minutos sem intervalo (aprox.)

Classificação etária: M/12
Os bilhetes têm um preço único de 5 euros

O espetáculo Ter Razão, com texto e encenação de Ricardo Alves, tem interpretação de Emília Silvestre, Jorge Pinto, Ivo Bastos e Teresa Arcanjo. 
Ter razão. Gostar de ter razão. Não conseguir deixar de ter razão. Gostar de sofrer para ficar com a razão. Esticar o momento em que se tem razão para lá do razoável. A senhora estava nitidamente com dificuldades de estacionar. O camião atrás dela não conseguia passar. Já o carro que vinha de frente até passava, mas não passou, o diligente condutor parou. Pelas suas contas era a centésima vez que tinha razão naquele ano. E ainda o ano ia no início de abril, a continuar assim ainda batia o recorde de 2003, ano memorável em que tinha tido razão 489 vezes. Saiu do carro e começou a apregoar que tinha razão. Os carros bloqueados começaram a buzinar. O jovem dono do carro velho que seguia atrás do senhor que tinha razão, saiu do carro cheio de razão. Há a exposições das razões de ambos e de todos. É importante ter razão! É?...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Exposição fotográfica retrata gentes de Monserrate em tempo de pandemia

GÉNESIS | Uma homenagem ao planeta Terra

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Revive Natureza | Viana com 2 imóveis do Estado para concessionar ou arrendar a privados

E você, qual escolhia?