Neste dia...

Neste dia, em 1946, era inaugurado o novo edifício do Liceu de Viana do Castelo, projetado para nove turmas. Começou a funcionar a 16 de Outubro de 1946. Face à progressiva subida do número de alunos, foram realizadas obras sucessivas de ampliação em 1959, 1971 e 1976.
Em outubro de 2010 tiveram início no edifício grandes obras de requalificação, orçadas em 11 milhões de euros. Para além da recuperação total do interior e do exterior da escola, a empreitada englobou a construção de três blocos, nomeadamente os laboratórios, o edifício administrativo principal e o pavilhão desportivo. Com esta ampliação, ganhou quase o dobro do espaço.
O Liceu de Viana do Castelo é atualmente designado Escola Secundária de Santa Maria Maior.

Fotografia do Liceu de Viana do Castelo na década 60 do século passado

Comentários

  1. Milhares de pessoas (antigos professores, funcionários e ex alunos) sentem mágoa quando vêem esta fotografia. O que se fez recentemente é absolutamente indigno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gastaram 11 milhões para descaracterizar a entrada principal. Será que o iluminado do projectista em 2010 se enganou e pensou que estava a projectar um novo estabelecimento prisional?! Fica perto...

      Eliminar
    2. Sabe meu caro, quando se junta um arquiteto sem escrúpulos e com uns trocados para ganhar rapidamente, uma comunidade resignada aos que lhes é apresentado sem saber que há alternativas, e uma câmara inculta e cobarde porque forte apenas com os fracos, o resultado é uma desgraça.
      Até 2010, a entrada da escola era um espaço magnífico. Era protegido, mas ultrapassava grades com o olhar. Era de traçado simples, como aliás, de toda a cidade. Ao mesmo tempo dotado de uma generosidade arquitetónica implícita. Dava para tudo, desde aulas cá fora, a oficinas, a recreio e namoricos escondidos.
      Quem lá estuda e trabalha tem agora no seu núcleo um espaço obstrutivo, psicótico, para ninguém, rotulado com algum rebuscamento de "pátio central".
      Pois não houve NINGUÉM com responsabilidade e licenciatura que tivesse coragem para dizer que aquilo era um embuste miserável para se construir mais sem ser preciso.
      Toda aquela intervenção é esconsa, enviesada, forçada, formatada e tacanha. Oposta ao que deveria ser um espaço público exemplar e muito menos uma escola secundária.

      Eliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Exposição fotográfica retrata gentes de Monserrate em tempo de pandemia

GÉNESIS | Uma homenagem ao planeta Terra

Campo de girassóis chama a atenção em Carreço (Viana)

Revive Natureza | Viana com 2 imóveis do Estado para concessionar ou arrendar a privados

E você, qual escolhia?